O projeto Vascor, que é fruto de uma parceria entre a Clínica Escola FTC, Instituto Gonçalves Moniz (Fiocruz-BA) e a Universidade do Minho (Portugal), realizará, no dia 5 de novembro, seu primeiro seminário de atualização. O encontro será realizado na FTC Salvador, campus Paralela, na nova área do curso de Medicina.

A abertura está prevista para 18h e deverá ser feita pelo coordenador geral do curso de Medicina André Nazar e pela professora e coordenadora do projeto Vascor/FTC Lucélia Magalhães. Ao longo da noite, diversas palestras serão realizadas, entre elas, a do professor português Pedro Cunha, que estará em visita à capital baiana para estreitar o intercâmbio científico que já acontece no âmbito do curso de Medicina da FTC. Cunha ministrará a palestra cujo tema é “Envelhecimento vascular precoce (EVA) e vasos jovens (supernova)”.

O projeto já tem sido apresentado em congressos nacionais e internacionais. Entre os dias 18 e 20 de outubro, a coordenadora Lucélia Magalhães participou da conferência da Artery (Association for Research into Arterial Structure and Physiology), em Portugal, apresentando alguns resultados da pesquisa.

O Vascor/FTC foi criado em 2016 para estudar e investigar a comunidade em torno da Clínica Escola FTC em relação ao risco precoce de adoecer do coração e das arteriais, considerando pessoas saudáveis. De maneira mais específica, a pesquisa investiga casos de obesidade visceral (acúmulo de gordura na barriga), inflamação crônica e rigidez arterial. O diferencial é o fato de os pesquisadores terem acesso a análises mais detalhadas, através de um aparelho chamado Splygmocon, disponível em poucos lugares no mundo. Esse aparelho é usado para realizar exames cardiovasculares não invasivos, como o que mede a velocidade com que o sangue corre nos vasos (VOP- Velocidade da Onda de Pulso).

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário