PROCESSO SELETIVO

Para quase todos os diagnósticos clínicos de patologias, cujo médico indicará tratamentos medicamentosos entre outros, a necessidade de reabilitação se faz primária, devendo então o paciente ser encaminhado à Fisioterapia.

O profissional de fisioterapia está apto para tratar e prevenir doenças causadas por alteração genética, doenças adquiridas, acidentes ou vício de postura, por exemplo.

O fisioterapeuta pode desenvolver atividade desde acupuntura, passando pela área da estética como a dermatofuncional, até atuar em unidades de terapia intensiva, no meio esportivo, entre outras áreas.

No Brasil, é uma profissão em crescimento, com campo vasto, devido ao envelhecimento populacional, que vai exigir profissionais que atuem em serviços de reabilitação de movimentos e alívio de dores crônicas.

O profissional de fisioterapia pode atuar em diversas áreas, entre elas, as tradicionais como a fisioterapia ortopédica e traumatológica que tratam pacientes com doenças degenerativas, fraturas pós-trauma, lesões de coluna, desvios de coluna.

Existe também a Fisioterapia neurofuncional, em que são atendidos pacientes que sofreram AVC, indivíduos vítimas de trauma cranioencefálico, lesão medular, Parkinson, Alzhaimer, entre outros.

Outras áreas da fisioterapia são a esportiva, tanto para prevenção quanto para reabilitação de agravos; fisioterapia em Unidade de Terapia Intensiva; fisioterapia do trabalho, fisioterapia pediátrica, fisioterapia em acupuntura prática em clínica cirúrgica e clínica geral, entre outras.

O profissional ainda pode atuar em consultórios, laboratórios que produzem órteses, clínicas para diversos tipos de reabilitação uroginecológica, no período pré-natal e pós-parto.

Tendência

Pode-se destacar como tendências tanto as áreas tradicionais quanto as novas. Dentre as clássicas, estão a neuro e a ortopedia, em que nunca faltam pacientes, principalmente devido ao envelhecimento populacional e ao alto índice de doenças cardiovasculares. Entre as áreas novas, os destaques são uroginecológica, esportiva e estética.

Com o objetivo de formar profissionais com capacidade para atuar nas mais diferentes especialidades, o curso de Fisioterapia da FTC segue uma matriz curricular que adota atividades práticas desde os primeiros semestres. Com uma formação abrangente, desde o 1º semestre são introduzidas disciplinas aplicadas com componentes teórico-prático.

Para isso, o aluno tem acesso a laboratórios básicos e específicos, além de participar de visitas técnicas ao Núcleo de Atenção Integral à Saúde (NAIS), onde funciona a clínica-escola de Fisioterapia, e às Unidades de Saúde da Família do município.

O estudante também participa de ações sociais tanto para a comunidade interna e externa quanto em empresas parceiras, nas quais os alunos desenvolvem práticas corporais e atendimentos diversos. Também são realizadas atividades como Semana da Fisioterapia, Jornada de Fisioterapia, palestras, minicursos, oficinas e mesas-redondas, além de iniciação científica.

Assim, o aluno tem a oportunidade de se aproximar da realidade profissional no começo do curso, além de conhecer um pouco mais das áreas de atuação do fisioterapeuta e fortalecer o aprendizado. Outra vertente importante do curso é o desenvolvimento de gestão e empreendedorismo.

O curso oferece, ainda, a disciplina optativa “terapias assistidas por animais”. A técnica é utilizada para a reabilitação de crianças a partir da interação com animais de diversas espécies.

Além das atividades práticas das disciplinas profissionalizantes, os alunos realizam os estágios obrigatórios, que ocorrem tanto na clínica-escola (NAIS – NAIS – Núcleo de Atenção Integral à Saúde), como em hospitais, centros especializados e comunidades, totalizando cerca de 800 atendimentos por mês.

Dentre as parcerias estão hospitais estaduais como o Hospital Geral Clériston Andrade e Hospital Estadual da Criança, e a rede de saúde municipal, como o Hospital Inácia Pinto dos Santos (Hospital da Mulher), Unidades de Saúde da Família através do Núcleo de Apoio de Saúde da Família (NASF), e também o Centro de Referência de Saúde do Trabalhador (CEREST).

Ampliando o campo do conhecimento acadêmico, são desenvolvidas atividades de extensão como palestras, minicursos, oficinas, mesas-redondas, a exemplo da JOFISIO – Jornada de Fisioterapia – evento promovido pelo curso anualmente em comemoração ao dia do fisioterapeuta. Além disso, o aluno tem a oportunidade de participar de projetos de extensão e iniciação científica.

Profª. Cristina de Sousa Borges

  • Mestre em Saúde Coletiva pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS)
  • Especialista em Gestão de Saúde pela Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC)
  • Graduada em Fisioterapia pela Universidade Católica do Salvador (UCSAL)

FORMAS DE INGRESSO

Vestibular Tradicional

Vestibular Agendado

Transferência Externa

DESTAQUES DA UNIDADE

destaque_feira

Estacionamento

O campus da FTC Feira de Santana conta com 13.000 m² de estacionamento para mais de 900 veículos e uma área com jardins e reserva para ampliações de 30.000 m².

Biblioteca

A Biblioteca Gervásio de Oliveira atende tanto à comunidade acadêmica quanto à comunidade externa. É um espaço climatizado e informatizado com catálogo eletrônico para consulta ao acervo.

Laboratórios

São 21 laboratórios, sendo 15 deles disponibilizados para as áreas de saúde e 6 voltados para atividades na área de informática com modernos computadores.

DESTAQUES ACADÊMICOS

Você está aqui: